Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
  • nepefelogo

    EXTENSÃO NEPEFE 2017/2 - 2º Ciclo de Palestras – Filosofia, Psicologia e Educação: diálogos possíveis

    De 14 de setembro a 07 de dezembro/2017 -

     Ementa:

    Ciclo de aulas-palestras sobre temas, problemas e pesquisas que diretamente ou indiretamente dialogam com a filosofia, educação e psicologia. Procura-se enfatizar as interações que as diversas áreas do conhecimento humano podem e devem manter entre si, particularmente no âmbito das ciências humanas em seu incessante diálogo com a educação.

     

    Read more...

  • See all
  • nevida

    II Colóquio: Adoecimento, Racionalidade e Relações de Trabalho na Profissão Docente

    August 30
    O Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação, Violência, Infância, diversidade e Arte (NEVIDA/FE/UFG), convida:
    II Colóquio: Adoecimento, Racionalidade e Relações de Trabalho na Profissão Docente –   Dia 30 de Agosto de 2017 - 8h
    Apresentação:
    O II Colóquio: Adoecimento, Racionalidade e Relações de Trabalho na Profissão Docente propõe dar continuidade ao I Colóquio Trabalho e Adoecimento na Universidade, realizado no ano de 2016. Naquela oportunidade, devido à intensidade e profundidade das discussões suscitadas pela prática acadêmica contraditória à possibilidade de emancipação formativa, se identificou a necessidade de prosseguir discutindo e ampliando este debate com eventos sequenciais; dado que levou o NEVIDA (Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação, Violência, Infância, diversidade e Arte/NEVIDA/FE/UFG) a desenvolver uma ampla pesquisa acerca dessa temática. O eixo norteador do evento compreende a relação entre racionalidade, adoecimento e trabalho acadêmico docente como barbárie oculta e aparente; uma lógica institucional que administra o produtivismo na perspectiva da razão tecnicista e desumana, manifesta pelo adoecimento físico e mental, elementos estes, indicadores de sofrimento relacionados  a um conjunto de fatores que representa a atividade docente como: inserção na Pós-Graduação;  atividades  variadas em âmbito institucional; produção por metas; relações entre pares e com alunos; competitividade; gestão acadêmica e administrativa (racionalidade administrada); entre outros fatores. Consideram-se múltiplos indicadores objetivos e subjetivos e seus nexos referentes às contradições do desenvolvimento técnico no mundo do trabalho na interface com aspectos teóricos e práticos como manifestação de adoecimento imediato ou prolongado. 

    Read more...

  • See all